ZAPPIANDO

Posts marcados ‘novela deus nos acuda’

18 ANOS DE UMA NOVELA QUE FOI UM “DEUS NOS ACUDA”

No dia 27 de março de 1993, “Deus nos Acuda” se despedia do horário das sete, dando lugar a “O Mapa da Mina”.

A trama de Sílvio de Abreu, escrita com Maria Adelaide Amaral e Alcides Nogueira, havia estreado em 31 de agosto do ano anterior.

Em 178 capítulos, a história satirizava a corrupção no Brasil. O país era protegido por um anjo nada convencional.

Entre as localizações da novela, havia um céu, um lugar totalmente branco, com objetos prateados, luzes e tranparências. Lá, havia um super computador, com uma grande tela, onde se era possível ver os “protegidos”. O cenário do céu foi criado por Luiz Carlos Caligiuri.

Para a cidade cenográfica, foi reaproveitada a de “Rainha da Sucata”, com a reforma das fachadas de algumas casas e a construção de 12 estabelecimentos comerciais.

Parte de sua ambientação se passava em Santos, litoral paulista, com cenas gravadas no Porto da cidade.

As primeiras cenas foram gravadas a bordo de um navio no Caribe.

 

Aracy Ballabanian repetindo sua personagem "Dona Armênia"

“Deus nos Acuda” trouxe de volta a personagem Dona Armênia, vivida por Aracy Ballabanian em “Rainha da Sucata”, que agora tinha um predinho na Zona Portuária de Santos. Por isso, ela vivia repetindo que ia “colocar o predinha na chon”. Junto com ela, ressurgia “seus filhinhas”: Geraldo, Gerson e Gino (Marcello Novaes, Gerson Brener e Jandir Ferrari). Gino se travestia de mulher para assegurar sua segurança e a de seus irmãos.

A novela é lembrada também pelo início do romance entre os atores Edson Celulari e Cláudia Raia, os protagonistas. O romance de seus personagens era embalado pela música “La Barca”, na voz do cantor Luís Miguel.

 

Dercy Gonçalves em cena com o núcleo do céu.

Dercy Gonçalves atuou bem como Celestina, o anjo que cuidava do Brasil. Na época, a atriz estava com 86 anos e não conseguia decorar o texto, por isso, contou com a ajuda dos atores Luís Carlos e Luci Fontes, que liam as falas em pontos eletrônicos.

Vale ressaltar também as atuações de Glória Menezes e Carmem Verônica, como as hilárias amigas Baby e Xena.

Supreendentemente, 14 anos depois, “Deus nos Acuda” voltou no “Vale a Pena Ver de Novo”, sendo reprisada entre novembro de 2004 e fevereiro de 2005, sem muito êxito.

Sinopse – A anja Celestina (Dercy Gonçalves) é a responsável por cuidar do Brasil e fica desesperada ao ser informada por Deus que terá que descer à Terra. Por intervenção do anjo Gabriel (Cláudio Correa e Castro), Deus permite que a anja atrapalhada passe mais seis meses no céu, mas para isso terá que transformar um brasileiro em cidadão honesto.

 

Cláudia Raia e Edson Celulari como os protagonistas

Celestina escolhe então Maria Escandalosa (Cláudia Raia), uma jovem trambiqueira que ganha a vida dando golpes ao lado do pai Tomás Euclydes (Jorge Dória). A anja passa a zelar pela vida da jovem, sem que ela saiba.

Apesar de trambiqueira, Maria tem bom coração. Em um de seus golpes, ela acaba se apaixonando pelo milionário Ricardo (Edson Celulari), filho do empresário Otto Bismarck (Francisco Cuoco). O difícil é ela contar a Ricardo o seu modo de ganhar a vida.

O viuvo Otto Bismarck é acusado de matar suas ex-mulheres. Sua cunhada Baby (Glória Menezes) retorna ao Brasil com o propósito de colocá-lo atrás das grades. Mas, ela enfrenta a oposição de Elvira (Marieta Severo), a secretária apaixonada por Otto.

Com o desenrolar da trama, Elvira se torna a vilã e em um de seus planos, consegue se casar com Otto e se infiltrar na casa dele.

O grande mistério da trama gira em torno de “quem é o Leão?”, o mandante de todos os golpes milionários. Assim como vários personagens que querem “ser o Leão”.

Confira o final da novela:

 

Fotos e Vídeos: Divulgação/Youtube

@diniz_paulinho

Nuvem de tags