ZAPPIANDO

Posts marcados ‘programas de tv’

ZAPPIADAS: NOTÍCIAS DA TV #1

Da Lua – Uma notícia surpreendeu o mundo televisivo nesta semana. A novela de “Mulheres de Areia” substituirá ” O Clone” no Vale a Pena Ver De Novo a partir de setembro.  A re-reprise se dá em homenagem aos 60 anos da Televisão Brasileira, assim como foi “Roque Santeiro”, em 2000. Na época era pelos 50 anos da TV.

“Mulheres de Areia” conta a história da disputa das gêmeas Ruth e Raquel (Glória Pires). De autoria de Ivani Ribeiro, foi originalmente exibida em 1993, atingindo audiência superior a 50 pontos, sendo a novela mais bem sucedida do horário das seis.

Somente por Amor – E por falar em “O Clone”, a Globo está satisfeita com o sucesso da reprise da novela e a esticou pela 4ª vez. A saga de amor de Jade e Lucas chegará ao fim com mais de 170 capítulos e ficará no ar por oito meses, quase o mesmo tempo do original. Assim será a segunda maior novela da sessão.

Va bene – O ator Miguel Roncato, que fez o italianinho Alfredo em “Passione”, fará uma participação especial em “Insensato Coração”, com um personagem bem diferente. Será um gay que vive na rua e acaba morto por perseguição de pitboys. O personagem começa a aparecer no final do mês.

Ametista – A estreia da novela das onze “O Astro”, na terça (12), teve média de 28 pontos de audiência na Grande São Paulo, um crescimento de 22% com relação a semana anterior. Cada ponto equivale a 58 mil domicílios.

Titia – Assim como eu desconfiava, a ex-participante que voltará para a 4ª edição de “A Fazenda” será Monique Evans. Na edição anterior, a Record achou que a loira saiu muito rápido e seu potencial não foi aproveitado. “A Fazenda 4” estreia na próxima terça (19).

À casa torna – Quem está de volta a Record é Roberto Justus. O apresentador havia deixado a emissora em 2009 para migrar para o SBT. Agora de volta, não deverá comandar “O Aprendiz”, seu antigo programa, e estuda novos formatos.

Siga o Zappiando no twitter.com/Blog_Zappiando. Curta a nossa página no Facebook.

O QUE ESTÁ ROLANDO…

Roça moderna – A 4ª edição de “A Fazenda” estreia no próximo dia 19 na Record, com 15 participantes, entre eles um de alguma edição anterior do reality. A locação do programa, em Itu, interior de São Paulo, foi toda reformada. A casa está mais moderna e colorida, para explorar o potencial da captação em alta definição.

Em família – A 3ª temporada de “Amor e Sexo” está de volta nesta quinta (7), na Globo. Sob o comando de Fernanda Lima, o programa contará com a participação do ator Rodrigo Hilbert, marido da apresentadora, no quadro “Coisa de Macho”, e de André Marques, no “Sexo Selvagem”. O quadro “Strip Quiz”, no qual famosos respondem perguntas sobre sexo, agora será com casais. E no programa de estreia, Fernanda Lima recebe Flávia Alessandra e Otaviano Costa enfrentando um casal gay, o socialite Bruno Chateaubriand e o empresário André Ramos.

Dança das Cadeiras – O SBT divulgou a lista de nomes dos substitutos de Eliana durante a licença-maternidade da apresentadora. O programa será comandado sempre por uma dupla formada por um apresentador da casa e um convidado. Raul Gil, Ratinho e Lívia Andrade são alguns dos que dividirão o palco com Joelma, Michel Teló, Fernando e Sorocaba, João Bosco e Vinicius e Léo Santana, do Parangolé. Eliana ficará nove semanas afastada. Ela grava até dia 14 de julho e fica no ar até dia 31 próximo. O rodízio começa dia 07 de agosto e Eliana volta na segunda semana de outubro (9) no programa do Dia das Crianças.

Clube – Nesta quarta (6), Ratinho estreia o “Clube do Ratinho”, com atrações musicais e humor, no estilo do seu antigo “Boteco do Ratinho”.

Efeito Datena – Com a ida de Datena para Record a emissora registrou crescimento no horário. Já na Band, o “Brasil Urgente”, agora comandado por Luciano Faccioli, despencou a audiência.

Subindo – E por falar em audiência, a de “Insensato Coração” também subiu. Entre os dias 20 e 24 registrou média de 39,4 pontos. E na semana passada, fechou com  média de 42,8 pontos.

É ritmo de festa! – Na semana em que comemora 30 anos, será de festividades no SBT. Todos os programas da emissora, mesmo sem se referir ao aniversário, será em clima de festa.

#Será? – A novela da onze “O Astro” estreia na próxima terça (12). Nesta quarta (6), acontece a festa de lançamento, no Rio.

O que salva – Uma das melhores coisas atualmente no “Zorra Total” são os personagens Valéria e Janete, interpretados por Rodrigo Sant’anna e Thalita Carauta, respectivamente. Com a caracterização os atores ficam irreconhecíveis.

Siga o Zappiando no twitter.com/Blog_Zappiando. Curta a nossa página no Facebook.

 

OS 25 ANOS DA ESTREIA DE XUXA NA GLOBO

Atenção baixinhos que hoje já são altinhos, hoje nós vamos pegar carona em uma ‘xuper’ nave e relembrar os 25 anos da estreia de Xuxa na Rede Globo.

Era 1986, Xuxa vinha da extinta Rede Manchete, onde apresentava o “Clube da Criança“. Na Globo, deu uma mudada em sua imagem, se tornando ainda mais próxima das crianças. A estreia de sua nova atração se deu no dia 30 de junho do mesmo ano, quando entrou no ar o “Xou da Xuxa“, substituindo o “Balão Mágico“. E teve como convidado o cantor Silvinho Blau Blau.

O programa ia ao ar de segunda a sexta, das 8h às 12h20, e aos sábados, às 9h. Xuxa começava e terminava a atração em uma nave, onde se despedia com a frase “Beijinho, beijinho e tchau, tchau“. Brincadeiras com as crianças da plateia, musicais e desenhos animados faziam parte do “Xou”. A loira contava com a ajuda de suas assistentes de palco, as Paquitas, e também dos personagens Dengue e Praga.

O “Xou da Xuxa” ficou no ar até o dia 31 de dezembro de 1992, quando foi ao ar o programa número 2000. No ano seguinte, foram reprisados os melhores momentos.

Veja o vídeo com o começo do programa de estreia

Clique aqui e relembre a 1ª entrevista de Xuxa na Globo.

Vídeo: Youtube

Siga o Zappiando no twitter.com/Blog_Zappiando. Curta a nossa página no Facebook.

“Eu sou Ricaaa…” BY VÍDEO SHOW

Sucesso na internet um vídeo que reune as principais vilãs ricas da Televisão Brasileira, ganhou uma nova versão no Vídeo Show.

A mixagem que repete em seu versos as frases “Eu sou ricaaaa!” e “Pobreza Pega”, foi usada para finalizar uma matéria que falava das personagens que odeiam pobres e foi ao ar nessa quarta (8), no vespertino.

A nova versão também foi editada por José Del Duca, responsável pelo original. O remix é do Dj Rafael Lelis.

Veja o vídeo

Clique aqui e leia a matéria que relembra alguns vídeos que viraram hit na internet

Vídeo: Youtube

Siga o Zappiando no twitter.com/Blog_Zappiando. Curta a nossa página no Facebook.

NILSON XAVIER NO ‘TODO SEU’

Na última segunda (6), Ronnie Von recebeu Nilson Xavier em seu programa, “Todo Seu”, na TV Gazeta.

Nilson falou de seu livro “Almanaque da Telenovela Brasileira” e de seu site, o Teledramaturgia.

Em entrevista, ele comentou que desde os dez anos de idade anotava detalhes das novelas em um caderno e que no final da década de novela resolveu colocar todo este conteudo na internet. O Teledramaturgia, que começou despretensioso, se tornou uma grande referência para pesquisa sobre o assunto.

O Sr. Teledramaturgia comentou ainda sobre as substituições em novelas, trilhas sonoras e remakes.

Na segunda parte do programa, no quadro Papo de Homem, Nilson se juntou ao autor de novelas Benedito Ruy Barbosa e ao crítico de TV José Armando Vannuci para falar sobre o tema: “Novela é coisa de homem”. Diga-se de passagem, bem pertinente para a atualidade.

Confira a 1ª parte, com entrevista de Nilson.

Nilson Xavier também é colunista do Zappiando.  Sua coluna, na qual ele comenta novelas, é publicada aos finais de semana. Clique aqui e confira as que já foram publicadas.

Vídeo: Youtube (Blog Agora É Que São Eles)

Siga o Zappiando no twitter.com/Blog_Zappiando

E “DIVÔ VAI E DEIXA SAUDADES

Dizem que tudo o que é bom dura pouco, ou quase tudo. E neste caso é verdade. O seriado “Divã” se despede da programação da Globo nesta terça (24).

Originado do livro de Martha Medeiros, foi sucesso no teatro e no cinema, e na TV não foi diferente. O desafio do roteirista Marcelo Saback era maior, uma vez que teria que criar novas histórias para a protagonista Mercedes, brilhantemente interpretada por Lilia Cabral, e sem perder a essência. E assim foi.

Com elenco bem escalado, Lilia bem à vontade no papel, e uma direção certa e um texto impecável.

“Divã” nos fazia rir e minutos depois já nos emocionava. Mercedes por várias vezes nos sensibilizou com seus dilemas e até nos fazia refletir. Em suas relações com os filhos, com os amigos e com os namorados, tudo era levado ao divã do doutor Lopes ( aquele que ninguém viu a cara).

Cheguei até a ver no Twitter uma pessoa que falava que fazia terapia pela tv, com o seriado. O que reflete a identificação do público.

A Globo anuncia como o último episódio da temporada. Mas, levando em conta que Lilia Cabral agora se prepara para protagonizar a próxima novela das nove, “Fina Estampa”, e que a novela estreia em agosto e deve ficar no ar até abril, é um pouco difícil prever uma segunda temporada.

O texto final do último episódio, dito por Mercedes: “Acho que essa nossa temporada no divã, termina aqui”.

“Divã” vai e nos deixar saudades.

Fotos e Vídeo: Divulgação/ Youtube

Siga o Zappiando no twitter.com/Blog_Zappiando

“FESTIVAL 30 ANOS”: SBT ABRE SEU VERDADEIRO BAU

Imagine rever o Bozo, Vovó Mafalda, o Show de Calouros, a Porta da Esperança, Éramos Seis, Carrossel, Chiquititas, Jô Onze e Meia, Casa da Angélica, os primórdios do programa Sílvio Santos, Hebe e A Praça é Nossa. Pois é possível!

Em comemoração aos seus 30 anos, que completará em agosto, o SBT está revirando os seus arquivos e dando a público a oportunidade de rever esses saudosos programas. Para os mais novos, a chance é de conhecer.

Desde o último sábado (7), a emissora leva ao ar semanalmente o “Festival 30 anos”, o qual promete relembrar a cada programa antigas atrações do Sistema Brasileiro de Televisão.

A estreia foi com o humorístico “A Praça é Nossa”, no ar desde a fundação da emissora, mas herdada da Globo, onde era “A Praça da Alegria”.

O Festival relembrou os personagens inesquecíveis e os convidados que já sentaram no banco da Praça em companhia de Carlos Alberto de Nóbrega e de seu saudoso pai, Manoel da Nóbrega., e fez um bom apanhado de sua história.

Uma ótima iniciativa da emissora. Uma forma de resgatar a sua história e mais ainda, trazer à tona a memória da TV.

Sofrida é a apresentação de Patrícia Abravanel. Mas, a moça está começando e faz poucas cabeças (chamadas das matérias), o que não compromete.

Veja o programa na íntegra

Vídeos: Youtube

Programa: Festival 30 anos

Quando: sábado, das 20h15 às 21h30, no SBT

@diniz_paulinho

2011: ANO DE COMEMORAÇÕES PARA ANGÉLICA

2011 é um ano de significativas comemorações para a apresentadora Angélica. Isto porque completa 15 anos que a loira está na Rede Globo, e mais ainda, 10 anos a frente do “Vídeo Game” e 5 anos com o “Estrelas”.

No “Angel Mix”

Quando estreou na Globo, em 1996, Angélica ainda era uma apresentadora infanto-juvenil. Suas primeiras atrações na emissora eram voltadas para este público, o “Angel Mix”, com variedades e plateia, no estilo de seus antigos programas no SBT e na Manchete, e a novelinha “Caça Talentos”, na qual a loira pode mostrar um pouco do seu lado atriz, como a protagonista Fada Bella.

Veja o vídeo com a estreia de Angélica na Globo.

Um trecho da novelinha “Caça Talentos”.


Nos anos seguintes, a apresentadora continuou nesta linha. O “Angel Mix” cresceu e ocupou toda a manhã da Globo, e era também para este público os folhetins  “Flora Encantada” e “Bambuluá”, nos quais também protagonizava.

A frente do “Vídeo Game”

A virada na carreira de Angélica se deu em 2001. Ela ganhou uma personagem na novela “Um Anjo Caiu do Céu”, exibida no horário das sete. E no dia 10 de dezembro, ela estreou o quadro “Vídeo-Game”, dentro do “Vídeo-Show”. Logo ela deixou as manhãs da Globo, encerrando “Bambuluá”, no mesmo mês. (Leia mais sobre o “Vídeo Game”)

Trecho da participação da loira como a anja Angelina, em “Um Anjo Caiu do Céu”.

No reality-show musical “Fama”

A partir de 2002, além do “Vídeo Game”, Angélica comandou também o reality-show musical “Fama”, em suas quatro edições até 2005. Nas duas primeiras, ela dividiu a apresentação com o cantor Tony Garrido, mas nas demais esteve sozinha.

Em 2006, ela ganhou um horário nas tarde de sábado e estreou o “Estrelas”. Inicialmente o programa era ancorado dos estúdios, onde Angélica recebia os convidados e juntos assistiam as matérias que haviam gravado e comentavam. Mas, este formato logo se modificou e o programa passou a ser feito todo nas ruas, nos lugares onde gravavam. O que ficou bem melhor. Ao longo, desses 5 anos que o programa está no ar, Angélica e seus convidados já viajaram para vários lugares, saindo do eixo Rio-São Paulo. Estiveram em lugares, como Angra dos Reis, Salvador, Argentina e Estados Unidos. Neste ano, aumentou a sua duração, passando a ter uma hora no ar.

Confira o vídeo do “Estrelas”, em 2006, ainda no formato de estúdio. Nesta edição, Angélica foi homenageado pois completava 10 anos de Globo.


Em 2008, Angélica foi cotada para a ser a protagonista da novela “Negócio da China”, de Miguel Falabella, mas devido aos demais compromissos com a emissora, ela recusou.

Em 2010, a apresentadora mostrou novamente seu lado atriz, no seriado “As Cariocas”. Angélica era Maria Tereza, “A Traída da Barra”, atuando ao lado de seu marido, Luciano Huck, e sendo dirigida por Daniel Filho.

Com Luciano e os filhos.

Em 15 anos, a vida pessoal de Angélica também mudou e muito, inclusive no estado civil. Ela namorou Maurício Mattar e Luís Carlos Calainho, mas, se casou com Luciano, em 2004. Em 2005, nasceu o primeiro filho do casal, Joaquim, e em 2007, o segundo, Benício.

Angélica anunciando sua 1ª gravidez no “Fantástico”


Hoje Angélica é uma apresentadora consagrada e está entre as melhores da Televisão Brasileira. Sabe fazer muito bem, tem domínio da situação e tem naturalidade no que faz.  E merece estar onde está!

BAU DA TV: UMA HOMENAGEM À NAIR BELLO

Nessa semana a saudosa atriz Nair Bello completaria 80 anos de idade. Em homenagem a ela, nós abrimos o “Bau da TV” e relembramos alguns de seus inúmeros momentos marcantes na Televisão Brasileira.

Começamos com uma participação da atriz, ao lado das amigas Lolita Rodrigues e Hebe Camargo, no Programa do Jô, em 2000.

Na mesma entrevista, Nair não conteve o riso quando Lolita cantou o “Hino da Televisão”, cantado na inauguração da TV no Brasil, em 1950.

Cena da novela “Vira-Lata”, de 1996.

No “Zorra Total”, com o também saudoso ator Rogério Cardoso, no quadro Santinha e Epitáfio.

Na “Escolinha do Golias”, do SBT

Homenagem do Vídeo Show na morte da atriz, em 2007.

Nair sempre conquistava com suas personagens, tinha uma graça natural e contigiava a todos com seu bom humor. Com certeza é uma atriz que faz muita falta e será sempre lembrada.

Vídeos: Youtube

HÁ 5 ANOS A GLOBO NOS SOLTAVA “COBRAS E LAGARTOS”

Há 5 anos, no horário das sete da Globo, João Emanuel Carneiro estreava a segunda novela de sua autoria, “Cobras e Lagartos”.

João vinha do sucesso “Da Cor do Pecado”, a maior audiência do horário, e recebeu a encomenda da emissora para uma nova novela, com a missão de reerguer o horário, que estava em baixa com a antecessora “Bang Bang“.

“Cobras e Lagartos” trazia o luxo como temática e sua história girava em torno da luxuoso loja de departamentos Luxus, alvo de cobiça dos personagens.

Para compor os personagens, os atores passaram por workshops de vendas e se habituaram com o universo.

Os antagonistas chamaram mais atenção do que os protagonistas. As cenas com os vilões Estevão (Henri Castelli), Leona (Carolina Dieckmann) e Ellen (Taís Araújo) e do anti-heroi Foguinho (Lázaro Ramos) eram mais interessantes do que as dos mocinhos Duda (Daniel de Oliveira) e Bel (Mariana Ximenes).

Carolina apareceu com um visual diferente, com os cebelos bem loiros, quase brancos. Ao longo da trama, Taís também teve suas madeixas clareadas, assim como Lázaro, que pintou o bigode de loiro.

Outro destaque da novela era a dupla formada pelas atrizes Marília Pêra e a saudosa Mara Manzan, que respectivamente, interpretaram patroa e empregada. Marília era a falida Milu Montini. Em determinado momento, elas trocaram os papeis e milu se tornou empregada de sua empregada.

A produção contava com duas cidades cenográficas. Uma recriava o Saara carioca, região de comércio ambulante da cidade, e a outra, era apenas o enorme prédio da Luxus.

Mariana Ximenes e Daniel de Oliveira como Bel e Duda.

No inicio da novela, o autor foi acusado de plágio pelo cineasta Walter Salles. O cineasta alegava copia do seu filme linha de Passe, o qual um motoboy que tocava flauta transversal namorava uma violoncelista, tal qual os personagens Duda e Bel na novela. Depois disso, as cenas em que os personagens tocavam seus instrumentos foram eliminadas da trama.

Se a missão de Cobras e Lagartos era levantar a audiência, esta foi cumprida. Em determinado capítulo atingiu audiência na casa dos 50 pontos, superior a “Da Cor do Pecado” e digna de novela das oito. Atualmente nem a das oito atingem este feito.

A novela era uma crítica social bem humorada. Os personagens eram ambiciosos e não queriam ser pobres. Falavam coisas que não costumam ser ditas em novelas.  Arrisco-me a dizer que as melhores cenas eram com a Carolina e a Taís, e da Marília com a Mara. Os resultados eram sempre ótimos, com boas falas e excelente interpretação.

Sinopse – O milionário Omar Pasquim (Francisco Cuoco) é dono da loja de departamentos Luxus e vive cercada de gente interessada em sua fortuna. Ele sabe que tem uma grave doença, e teme que sua herança vá parar em mãos de quem não merece. Solteiro, ele tem como herdeiros a irmã Milu e os sobrinhos Leona, Tomás (Leonardo Miggiorin) e Bel, esta é a unica que realmente se preocupa com ele e vive repetindo que não quer nenhum centavo de sua herança. Enquanto os demais parentes e outras pessoas fora da família tramam planos sórdidos para se apropriarem de seus bens.

Sabendo disso, Omar se disfarça de faxineiro para conhecer as reais intenções de cada um. É quando ele conhece o office-boy Duda, um cara de origem humilde e de bom coração que trabalha na cooperativa de motoboys “Lagartos Voadores”. Duda e Bel também se apaixonam, mas ela é noiva de Estevão, que a trai com Leona.

Omar então resolve deixar sua herança a Duda sem que ele saiba. Duda na verdade se chama Daniel. Mas, um outro Daniel, o malandro Foguinho, chega antes e coloca as mãos na fortuna.

Veja o vídeo com a chamada dos personagens Duda e Bel.

Curiosidades – A abertura dividia a tela pela metade, em diagonal, com cenas de luxo e pobreza.

– O tema das vinhetas “Estamos apresentando” e Voltamos a apresentar” era um arranjo da música Erva Venenosa, de Rita Lee. Mas, foi substituido a partir do 4º capítulo por Alô Alô Marciano, de Elis Regina, o tema de abertura.

– Erva Venenosa era pela segunda vez na década, o tema de uma vilã. A primeira havia sido em 2001, em “Um Anjo Caiu do Céu”, tema da personagem Laila de Montaltino (Christiane Torloni). E depois, em 2010, viria a ser da vilã Sofia (Zezé Polessa), em “Escrito nas Estrelas”.

– As trilhas Nacional e Internacional foram lançadas juntas, mas, eram vendidas separadamente. Mariana Ximenes estampou a capa da Nacional e Daniel de Oliveira, a Internacional. A Nacional trazia músicas como Quando a Chuva Passar, de Ivete Sangalo, e Sol, do Jota Quest, que estiveram entre as mais tocadas nas rádios, naquele ano. Ainda foi lançada uma trilha complementar, intitulada “Saara” e trazia hits populares, como: Show, de MC Léozinho, Meu Gol de Placa, Latino, e Vira de Ladinho, do grupo Malha Funk.

– O ator Henri Castelli vinha da novela Belíssima, que ainda estava no ar. Na trama das oito, seu personagem Pedro havia sido assassinado e ainda era citado. Depois da estreia de Cobras e Lagartos a emissora determinou que a imagem do não apareceria mais em flash-back (lembranças dos personagens). O nome de Henri também saiu dos créditos de abertura de “Belíssima”.

– Foi a estreia do ator Lázaro Ramos em novelas. Até então, ele só havia feitos filmes e séries. Foi também a 2ª novela de Cléo Pires, que havia sido revelada no ano anterior em “America”.

Fotos e Vídeos: Divulgação / Youtube

@diniz_paulinho

Nuvem de tags